Coronavírus: Máscaras caseiras auxiliam

Máscaras Caseiras produzidas por voluntárias na República Tcheca

O uso de máscaras caseiras reutilizáveis, auxiliam na redução da velocidade da transmissão viral, nesta pandemia do coronavírus.

Em meio a tantas informações, esgotaram-se materiais importantes para o uso da proteção dos profissionais de saúde.

Consequentemente o governo começou a pedir à população para não comprar máscaras profissionais, e deixá-las para quem mais se expõe.

Entretanto isso não quer dizer que o uso de máscaras não tenha seu valor, muito pelo contrário e vamos falar sobre alguns aspectos deste assunto.

Experiência mundial com as Máscaras caseiras

Nos países em que se adota as máscaras faciais caseiras, a evidência é que ocorre uma redução nos índices de transmissão da doença.

Hong Kong, Mongólia, Coréia do Sul e Taiwan, segundo o Estadão, veja mais em https://saude.estadao.com.br/noticias/geral,ministerio-da-saude-estuda-recomendar-mascaras-para-quem-nao-tem-sintomas-de-covid-19,70003256228.

Assim, nos países em que se adotam o uso de máscaras faciais, junto com as outras medidas de contenção , observa-se uma redução da propagação

Coronavirus: Freando a disseminação e achatando a curva

Além do isolamento social e as medidas de higiene reforçadas, o uso de máscaras caseiras, POR TODOS, em algum percentual parece que auxiliam na redução da velocidade da transmissão viral.

Mesmo não sendo 100%, a máscara caseira cria uma proteção mecânica que não pode ser ignorada, e em tempos de combate à velocidade de propagação, qualquer percentual que auxilie na redução dos números ao longo do tempo já consiste em um auxilio significativo, quando o esperado seria a disseminação exponencial.

Assim, cada um pode e deve fazer a sua parte.

Eu te protejo, Você me protege

A idéia é criar uma dupla barreira de proteção, mesmo parcial, que pode fazer uma grande diferença nos resultados gerais da velocidade de transmissão.

Assim, ao cobrir o rosto, grandes partículas ficam retidas, e impedem a transmissão para pessoas próximas.

Consequentemente ao utilizar a máscara, o infectado e o não infectado se protegem mutuamente, cada um potencializando o efeito da barreira mecânica utilizada pelo outro.

Desta forma as máscaras caseiras reutilizáveis em seu conjunto auxiliam na redução da transmissão viral na população como um todo.

80% dos infectados não têm sintomas

A previsão é que ao longo destes 4 ou 5 meses de circulação do Covid-19 no Brasil, um grande percentual da população entrará em contato com o vírus (entre 50% e 80%), e destes, mais de 80% não terá sintoma algum, ou apresentará sintomas leves.

Assim, eles se tornam os maiores disseminadores do vírus, uma vez que, aparentemente saudáveis, tendem a não tomar os cuidados necessários e contaminam outras pessoas.

Desta forma, ele se torna o grande disseminador da doença, sem saber. E “ele” pode ser você, eu, e qualquer pessoa aparentemente saudável nesse momento.

O uso das máscaras caseiras reduz o contágio

Por isso, nos países quem que se adota o uso regular da máscara caseira, durante o período de circulação do vírus, ocorre um fenômeno interessante:

Exatamente por não saber o momento em que você pode estar infectado e disseminando a doença, o uso rotineiro protege todas as pessoas mais próximas, a qualquer momento quando isso ocorrer ao longo de todo período.

Desta forma, sem perceber, além de se proteger (não 100%, mas em algum percentual que também será significativo), você está protegendo principalmente O OUTRO.

Matemática avançada

Assim, quando espirrar, tossir ou falar, o vírus não irá espalhar as gotas grandes, permanecendo apenas micropartículas, reduzindo em certo percentual (que não sabemos ao certo) elevado, MAS, se a outra pessoa também usa a máscara facial, que também a protege, esse conjunto duplo de proteção acredita-se que chega a 95% até 100%, segundo os estudos citados na República Tcheca recentemente. Veja em https://www.youtube.com/watch?v=HhNo_IOPOtU&feature=youtu.be

Ainda que não seja 100%, estamos falando de reduzir estatísticas, cada 1% já auxilia a achatar a curva de transmissão, especialmente no início da temporada.

Fabricando sua própria máscara caseira

Em países em que a população se organizou espontaneamente, muitas costureiras se dispuseram a ajudar e produziram milhões de máscaras em poucos dias.

No Japão, uma menina de 13 anos, usou todo o dinheiro que ganhou para fabricar mais de 600 máscaras em cinco dias para doação.

Quando se trata de saúde coletiva, tudo aquilo que se pode replicar, ainda que de forma não totalmente perfeita, traz grandes resultados para toda coletividade

Vai ter máscaras caseiras para todo mundo

Se cada pessoa puder fabricar sua própria máscara e compartilhar com a família e amigos, o mesmo fenômeno pode ser replicado em cada localidade.

Materiais apropriados

Como ainda não se tem um consenso sobre quais os melhores materiais, podemos seguir as recomendações do Ministro Luis Henrique Mandetta, de experimentar tecidos.

Assim, sugiro que usemos o que já temos em casa, para não criar mais gastos, e quem puder, use tecidos novos, coloridos ou divertidos.

Há tutoriais na internet sobre como fazer máscaras, em modelos fáceis e rápidos de serem replicados.

Desta forma, pensando na reutilização, minha sugestão é o tecido de algodão, que tem a malha um pouco mais fechada mas permite a respiração.

Na Espanha a campanha foi para utilizar o tecido de lençóis antigos de algodão, e cada lençol pode se transformar em muitas máscaras protetoras.

Como usar e reutilizar as máscaras caseiras

Coletando a experiência dos países em que já deu certo, as máscaras caseiras devem ser trocadas a cada 2 ou 3 horas.

Entretanto, se ficar molhada pelos próprios espirros ou secreção nasal deve ser trocada imediatamente.

Portanto, cada pessoa deve ter um kit diário de 4 a 6 máscaras para ir trocando ao longo do dia, caso vá passar o dia fora.

Adicionalmente seria recomendável mais um kit para o dia seguinte, pensando-se no periodo de lavagem e secagem.

Após usar, lavar com água e sabão, podendo colocar de molho na água sanitária, sempre enxaguando muito bem. e deixar secar preferencialmente ao sol.

Em seguida, passar no ferro para preparar para o reuso.

Em casa

Para residências em que há pessoas com baixa imunidade, ou idosos acamados ou frágeis seria adequado o uso das máscaras também em casa,

Assim como pessoas que convivem com muitas outras dentro do mesmo cômodo, como em diversas comunidades aqui no Rio, lembrando que qualquer percentual na redução já pode ter grandes impactos no contexto geral.

Uma mensagem de esperança

Pensando-se na Saúde Coletiva, devemos superar o individualismo, e uma mudança de comportamento pode ocorrer pelo desejo de cuidar do outro e cuidar-se simultaneamente.

Assim, desejo que essa consciência seja despertada AGORA, pois ainda há tempo de mudar números e percentuais de doentes e óbitos, no período desta temporada.

Para uma reconstrução de novas metas e novos objetivos, veja também em https://mirianyamaguchi.com.br/wp-admin/post.php?post=56&action=edit

Como colaborar

  1. Observe seus recursos para fabricação da própria máscara, usando tutoriais na net, colocando em prática suas habilidades.

2. Buscando materiais que podem ser reciclados na sua casa que podem servir de matéria -prima, enquanto aguardamos as novas recomendações do Ministério

3. Encontre uma costureira e convide-a a participar desse movimento, acredito que elas serão as grandes estrelas da produção em grande escala.

conclusão

Temos à nossa frente um grande perigo, e uma grande oportunidade, assim como qualquer momento de crise.

Desta forma, eu te convido agora a se mobilizar, a mobilizar pessoas da sua rede.

Assim, fabrique sua própria máscara, poste nas redes sociais e explique que tudo isso só fará sentido se “Eu te protejo e Você me protege”.

Da mesma forma que podemos incentivar que outras pessoas façam o mesmo.

Assim, deixe as máscaras profissionais para os profissionais, se você por algum acaso estocou máscaras profissionais, faça a doação a algum posto de saúde ou hospital, colaborando para a “proteção de quem te protege”, e vamos substituí-las pelas máscaras caseiras, e criar o novo bom hábito.

Ainda há tempo.

2 comentários em “Coronavírus: Máscaras caseiras auxiliam”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: